St. Patrick's Day

Feliz dia de St. Patrick adiantado, queridos leitores d'O Pint Diário!

Amanhã é dia de ir pro pub, se vestir de verde, pular que nem um doido, ouvindo aquelas bandas doidas (que, por sinal, estão na nossa agenda de St. Patrick aqui neste link ), beber cerveja verde e se sentir parte da cultura irlandesa. Mas quem foi esse cara que faz a gente pular tanto uma vez por ano? Pois bem...

O dia 17 de março é a data do falecimento do santo padroeiro da Irlanda, o St. Patrick (ou São Patrício para quem prefere em português).


A história conta que ele nasceu na Grã-Bretanha e, aos 16 anos de idade, foi capturado por piratas irlandeses e vendido como escravo na Irlanda onde ficou trabalhando como pastor de ovelhas. Neste período, ele intensificou muito sua relação com a religião cristã e orava todos os dias para conseguir sair dali. Segundo a história, foi justamente numa visão que ele descobriu que embarcações estavam vindo da Grã-Bretanha e fugiu para conseguir voltar com as naus. De volta à sua terra, ele se dedicou totalmente à vida religiosa e, anos depois, teve uma visão em um sonho onde as crianças da Irlanda imploravam para que ele retornasse ao país mais uma vez e os ensinasse sua religião. E assim St. Patrick o fez.


Para conseguir a difícil tarefa de converter pagãos ao cristianismo, St. Patrick ficou amigo dos druidas e foi introduzindo o cristianismo aos poucos usando os símbolos já conhecidos por eles mas com os novos significados.


Um destes símbolos é o trevo de três folhas, ou shamrock, que foi introduzido pelo santo se aproveitando de um símbolo já conhecido pelos irlandeses para explicar a santíssima trindade que é formada pelo Pai, o Filho e o Espírito Santo mas que são, juntas, uma coisa só.



Além disso, “dizem por aí” que ele expulsou as cobras da Irlanda. É uma lenda bem famosa relacionada ao santo mas, segundo a literatura científica, cobras não são um animal típico da Ilha da Esmeralda e, o que se supõe, é que esta lenda foi atribuída a ele como uma alegoria para o fato de que ele diminuiu bastante as tradições e celebrações pagãs do país e substituiu pelo cristianismo.


St. Patrick foi enterrado no condado de Down, que fica na província de Ulster na Irlanda do Norte onde ele havia estabelecido sua primeira igreja em um celeiro. Há um memorial de pedra que marca seu túmulo com sua história.





Algumas curiosidades interessantes

1 - As primeiras comemorações do dia de St. Patrick não foram feitas na Irlanda mas sim, nos Estados Unidos por imigrantes irlandeses (que migraram da Irlanda por conta de um período de extrema fome) como uma forma de manter sua tradição viva.


2 - A cidade de Chicago tinge seu rio de verde anualmente para comemorar o dia do santo. O costume começou quando funcionários do controle de poluição usavam esse tipo de corante natural para rastrear descargas ilegais de esgoto em 1962. A ideia não só cumpriu seu objetivo como se estendeu para a comemoração de St Patricks Day na cidade.


3 - O dia de St. Patrick Day cai bem no meio do período Lent, como é chamada a quarentena cristã na Irlanda que é um período de jejuns e sacrifícios. Mas neste dia, há uma permissão para se fazer uma pausa na promessa e comemorar o santo.

(na foto, a parada de St. Patrick passando pela Shop Street em Galway City)



4 - No Brasil, o primeiro registro de St. Patricks Day é datado em 17 de Março de 1770 em uma igreja construída em homenagem ao santo por Lancelot Belfort. A igreja ficava em sua propriedade, conhecida como Kilrue, às margens do rio Itapecurú, em Maranhão, no norte do Brasil.



42 visualizações1 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo