Thistle Celtic Duo

Foto de capa por Danilo Salvego

A cidade de São Paulo é famosa pela variedade de cultura, programações, lugares para passear, trabalhar, enfim, tem muita coisa lá dentro. E não é diferente pra quem gosta da cultura irlandesa/celta. Há uma variedade de eventos celtas, shows, pubs, e bandas. E é nesse contexto que nasceu esse duo de música irlandesa e escocesa de quem quero falar hoje.

O Thistle Celtic Duo foi formado em 2017 pela Raíza e pelo Banshee que, não por acaso, são um casal. A Raíza canta desde pequena e é formada em música. O Banshee toca baixo desde a adolescência e começou a tocar bandolim com 18. Além disso, ele tem “as manhas" de fazer instrumentos musicais. Vale ressaltar que o bandolim oitavado que ele usa neste vídeo foi projetado e construído por ele. E que belo som tem aquele instrumento.


Sempre acho bem interessante olhar o contexto para entender o grupo musical que estou ouvindo e uma coisa que esses dois têm de monte são experiências, hobbies e trabalhos muito interessantes que baseiam seu repertório.


Raíza Klippel com seu vestido baseado na época medieval

Banshee é desenhista de primeira mão que sempre traz um pouco de mitologia, lendas e um tanto de RPG para suas artes. Além disso, faz esculturas muito bonitas, realistas e detalhistas. É um artista incrível e vocês podem conferir um pouco do trabalho dele no perfil hellbanshee.arts; a Raíza faz um trabalho lindo com costura de vestidos e roupas históricas, mas ela também costura fora deste recorte e mostra esse trabalho no perfil dark.branches.




Além disso, os dois entraram para a SASPD (St. Andrew Society Pipes and Drums) - uma banda bastante tradicional de música e dança escocesa de São Paulo (atualmente a Raíza continua), participam de grupos e eventos pagãos, jogam RPG e, como se isso não fosse suficiente, organizavam irish sessions mensais em um pub de São Caetano do Sul (meus desejos mais sinceros para que o Rox Beer volte à ativa).


Eis aqui um duo com densidade de conteúdo.


Além disso, ir à uma apresentação destes dois é uma experiência muito boa. A música é bonita, bem tocada, eles costumam contar um pouco das origens e histórias das músicas. Eu particularmente gosto muito da seção “CSI - Irlanda'' (ou CSI - Escócia como neste vídeo acima rs) pois são músicas lindas com histórias de assassinatos hediondos. Não quero fazer nenhuma apologia ao crime aqui, mas gosto da ironia que esse contexto sugere. Enfim, vale a pena ver/ouvir de perto.


Minha opinião é a de que eles fazem a melhor versão de “Siúil a Run” e de “Dulamán”. Mas só indo numa apresentação para sentir de perto.


O Thistle já tocou no Jantar Medieval Ordo Draconis Belli, no Dia do Orgulho Pagão, Encontro Paulista de Druidismo, Museu de Magia e Bruxaria, Festa Mística de São Caetano do Sul e eu desejo que toquem em muitos e muitos outros e que chegue novamente o dia em que eu possa apreciar uma apresentação desse duo querido e maravilhoso novamente!


Sláinte em gaélico, língua nativa da Irlanda e Escócia, significa "saúde". Como em nossos brindes em português.


Então, sláinte e vida longa à Thistle!

Foto de Danilo Salvego




48 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo