• Mila Maia

Festival Celta Brasil apresenta sua 19ª edição




Imagine-se em um teatro onde de repente, em um piscar de olhos, você se transporta para a Irlanda. Foi assim que me senti na primeira vez que pude presenciar o Festival Celta Brasil ao vivo. Me vi cercada de bailarinos excepcionais, músicos, talentos de todas as idades e palestrantes. E o mais importante - uma sensação extremamente acolhedora de todos que estavam participando do evento.


Desde a sua primeira edição em 2002, a companhia de dança Banana Broadway, baseada em Campinas - SP, teve o intuito de promover o festival para incentivar a dança irlandesa no Brasil. Um espaço onde pudesse haver discussão, aprimoramento, visibilidade e oportunidades nacionais e internacionais aos bailarinos. Me lembro a primeira vez que assisti ao espetáculo realizado pela Cia Celta Brasil no final do festival. Fiquei impressionada com como o corpo humano, ou melhor, as pernas humanas podiam se mover tão rapidamente - Aliás, ouso dizer que é muito mais impactante assisti-los ao vivo do que ao famoso e premiado Riverdance (na minha singela opinião).


Nos últimos anos, o festival vem oferecendo não só a dança irlandesa, mas uma gama cultural bem completa com música, aulas, palestras e workshops envolvendo outras nações celtas. A dança e música escocesa tomou um grande espaço nos últimos espetáculos do festival, assim como workshops sobre gaita de foles escocesa e galega.


Claro que a cultura brasileira não é deixada de lado e sempre teve uma presença forte junto às danças e a música. A mescla da Céilí Dance com a nossa Quadrilha é um exemplo que foi apresentado na edição de 2017 e 2018. Outra edição marcante foi o espetáculo "Pulso Ancestral" em 2019, no qual o objetivo foi conectar a maneira com que o Brasil e a Irlanda usam brilhantemente a música e a dança para lidar com seu passado sofrido e sangrento.


Fernanda Faez, dançarina e diretora do Festival Celta Brasil e da Cia. Celta Brasil, conta que o intuito e a inspiração de combinar a cultura celta com a brasileira acontece o tempo todo.

"É um trabalho de vida meu. A inserção brasileira acaba acontecendo e os elementos se misturam naturalmente"

Nesta edição de 2021, por conta da pandemia, o Festival Celta Brasil acontecerá online, mas ainda assim recheado de conteúdo e de convidados maravilhosos. O evento conta com a participação de nomes como Claudio Quintino Crow, Joya Emilie, Kevin Shortall e Gisele Tortorella, Cia Celta Brasil, O Bardo, Tomislav Correia-Deur, Roisín Ghallóglaigh, Justin Walsh e muitas outras participações. Você poderá contar com bate-papos ao vivo, aula de gaélico, sean-nós singing (canto tradicional irlandês), culinária e aos Exames Oficiais CLRG de Dança Irlandesa.

Também não deixe de conferir a Mostra Celta Brasil, na qual artistas de lugares como Argentina, Chile, Irlanda e Brasil apresentam seus projetos musicais e suas autorias inspiradas na cultura celta.


O destaque deste ano será o projeto "Licença, Licença", que conta a história verídica de um ex-padre Irlandês e uma ex-freira do Recife que se conheceram e juntos formaram uma família. Essa história será expressada por dança, música, figurino e poesia, e é o resultado de um projeto de pesquisa feito por Fernanda Faez para seu mestrado no programa de Estudos em Dança Irlandesa na Universidade de Limerick, Irlanda.


Garanto que é uma experiência única a cada ano e que, mesmo agora não sendo em um teatro como nos anos anteriores mas provavelmente no sofá da sua casa, a sensação de teletransporte para as nações celtas continua sendo muito real e enriquecedora.



FESTIVAL CELTA BRASIL 2021

01 a 04 de Julho

Mais informações no site www.festivalceltabrasil.com.br

@festivalceltabrasil

52 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo