top of page

A Barda e as Influências Celtas

A música irlandesa tem uma influência muito grande em vários estilos musicais. Na realidade, todos estes estilos originados na Irlanda, Escócia, Bretanha, Ilha de Man, País de Gales e Cornualha influenciaram e se misturaram com muitos outros ao redor do mundo por conta da imigração destas nações para outros países. Pessoalmente também acho que, pelo alto valor que esses países dão à sua língua e cultura, seus povos criaram meios de manter suas raízes vivas mesmo estando fora das origens.


A discussão pode ir para bem longe e, poderíamos entrar aqui naquela boa e velha conversa sobre o que é o termo celta, como já trouxe nosso colega Gustavo em seu artigo “Existe uma Música Celta?”. Ou também poderíamos falar da diáspora e da história das nações celtas, mas meu ponto hoje não é esse.


Hoje eu quero trazer para vocês o novo álbum da artista “A Barda” lançado super recentemente (1º de abril) e que, justamente, traz músicas tradicionais destas nações porém sob a influência de todos estes estilos que a música irlandesa, escocesa, bretã, etc, toca.

E o melhor de tudo é que faz todo o sentido!



A Barda, nome artístico da Raíssa Leal, é uma artista brasileira que trabalha com música celta, com música de games e de filmes, mas tudo dentro deste universo que o termo celta compreende. O fato de termos aqui uma artista brasileira que trabalha em um estilo de fora de seu país já significa toda a influência que a cultura celta teve em seu trabalho mas também, toda a origem brasileira da cantora influenciando em sua forma de interpretar as canções, afinal, não tem como excluirmos completamente o nosso “sotaque materno” em tudo o que produzimos. E isso é lindo!



Mas não ficamos por aí. Como vivemos neste mundo conectado, ela conheceu por um app de trabalhos o Andy Warner, produtor de Nova York que trabalha com estilos como rock, jazz e country. E pronto! Feijão tropeiro com catchup e Guinness.





Dito tudo isso para mostrar que a intenção da dupla foi justamente a de pegar aquilo que os ventos celtas trouxeram para seus lados e fazer uma versão das músicas que respeitasse suas origens pessoais mas também a origem das canções escolhidas.


Conheço o trabalho da Barda já há algum tempo e até já tivemos a oportunidade de tocarmos juntas e, por isso, posso dizer com certeza que é uma excelente artista, uma cantora de mão cheia com técnica e timbre vocal incríveis. E, pelo resultado do trabalho, posso afirmar que a mesma excelência pode ser encontrada no trabalho de Andy Warner.


Não deixem de conferir o álbum que está muito bom! E fica aqui o link para que vocês possam conferir direto no Spotify.




82 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page