Alex Navar: Quando Uma Semente Cai em Solo Fértil

Há um momento na vida em que a gente sente algo e a gente sabe que precisa ir. Mas ir para onde? Onde o coração mandar. E aí de duas uma: ou a gente segue a intuição ou deixa a oportunidade passar. É como se fosse uma semente que vinga sem ninguém ter, exatamente, plantado. A gente topa com um objeto desconhecido, esse objeto pertence a algum lugar, a curiosidade brota e nós vamos atrás de saber mais. A partir daí, a semente vingou e não tem mais como voltar atrás. Não tem como esquecer o que se conheceu e seguir com a vida de antes e, quanto mais você se envolve com esse novo assunto, mais ainda você quer se envolver. Atravessa-se a ponte, mas depois disso, ela explode. A história de hoje é sobre um cara que atravessou essa ponte e deixou a semente vingar.


Alex Navar é designer gráfico e foi assim que ele conheceu a gaita de foles: pesquisando a arte celta para seu trabalho. Assim, ele acabou tendo contato com a cultura irlandesa e descobriu a uilleann pipes.


Depois dessa semente plantada, foi difícil voltar atrás e, assim, ele largou um emprego de diretor de arte num grande escritório de Design do Rio de Janeiro para comprar uma gaita dessas e viajou para a Irlanda em 2000 pra aprender a tocar o instrumento onde conseguiu ficar um ano mantendo-se como designer. Um detalhe importante: ele atravessou o oceano para tocar um instrumento absolutamente fora de sua cultura (brasileira) sem, JAMAIS, ter estudado outro instrumento antes.


Como exemplos de uma semente que vingou, logo em 2001 concedeu entrevista no Programa do Jô falando sobre seu aprendizado na Irlanda e em 2007 fez parte da trilha sonora da novela global Eterna Magia onde prestou consultoria musical e tocou tunes irlandesas junto com o grupo Anam Glas. Além de contar com excelentes atores da emissora de televisão (confiram aqui algumas dessas cenas de Alex com o grupo tocando música irlandesa).


Além disso, no Brasil, deu início a muitos projetos interessantes como irish sessions fixas em pubs do Rio de Janeiro (que ajudaram a aumentar a visibilidade da cultura irlandesa no Brasil), grupos de música irlandesa que chegaram longe como o grupo Sensessional que participou do Rock in Rio em 2013.


Ele também montou o projeto Navar & Friends que conta com a presença de muitos amigos convidados para tocar com ele em projetos de música irlandesa como St. Patricks Day e outros pelo Brasil.

Atualmente ele está com o projeto “Stout” que, em suas próprias palavras “é uma dupla de música tradicional Irlandesa focada em canções de bravura e tunes rasgadas de entusiasmo onde apresentam a trilha sonora perfeita para brindar com os amigos e saborear uma deliciosa STOUT” (um tipo de cerveja muito tradicional na Irlanda e que vale a pena ser experimentada)!


Além disso, por ser designer experiente, ele tem um projeto de construção de practice sets de uilleann pipes que incluem (bolsa, fole e chanters em impressão 3D). O nome do projeto é Xamã e vocês podem entender melhor aqui neste link . O projeto Xamã surgiu da necessidade de facilitar o acesso a gaita de fole irlandesa uma vez que a "uilleann pipes" está entre os instrumentos musicais irlandeses de maior custo. Além disso, o tempo de espera para se ter uma gaita em mãos de um renomado luthier podem ter uma lista de espera que podem superar facilmente 3 anos ou mais . Neste projeto Alex estima alcançar um tempo de espera de aproximadamente 3 meses e o custo ser até 60% mais acessível do que uma gaita em madeira, sem contar que as peças são de fácil reposição.


Pessoalmente, acho importante a existência de órgãos que preservem determinadas tradições e transmitam o conhecimento buscando manter a origem desse conhecimento o mais próxima das raízes quanto for possível. E, neste intuito, Alex trouxe para o Brasil o órgão chamado Comhaltas (leia-se Cóltas) para facilitar o acesso e aproximar estas informações do público entusiasta da cultura irlandesa. É uma instituição já presente na Irlanda há muitos anos que visa preservar e difundir a tradição da música irlandesa. Hoje o Comhaltas Brasil conta com o presidente Alex Navar e com um time de experientes músicos e dançarinos brasileiros que estudaram e estudam as tradições irlandesas com muita paixão. Além, é claro, de ser assinado e apoiado pela sede do órgão irlandês.


Se esta não é uma semente que vingou, eu não sei o que é. Se houver interesse em conhecer mais sobre o artista, deixo aqui o site do Alex para que vocês possam conferir esse excelente menu de trabalhos que ele tem e, por que não, trocar uma ideia com ele através do instagram Alex Navar.


Fiquem agora com este vídeo de Alex tocando com os músicos James Mahon, Barry McGee e Attracta Brady no dia em que ele recebeu o título de Bardic Award diretamente do órgão Comhaltas Ceoltóirí Éireann (o Comhaltas da Irlanda) com direito a discurso do presidente do país.



33 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo